PSD PERDE A MAIORIA EM ALCÂNTARA

Em Alcântara, o BE obtém 4,68 % dos votos para a CML e 7,37% dos votos para a AML. Os resultados finais em Lisboa não permitiram a eleição de João Semedo e garantiram o aumento de três para quatro, dos eleitos do BE para a Assembleia Municipal.
O PS reforça na CML a sua representação , ao eleger onze vereadores,  dos quais alguns serão  certamente do Movimento de  cidadãos por Lisboa,  que integrava a lista do PS ( o PS tinha 9, dos quais dois eram do Movimento de Cidadãos por Lisboa) . A CDU aumenta de um para dois  e a bancada da direita vê reduzido o número de vereadores, passando de sete  (seis do PSD e um do  CDS) para quatro.

Já quanto à Assembleia de Freguesia de Alcântara, o BE não apresentou lista e limitou-se a apoiar a lista de Cidadãos por Alcântara, que obteve 10,06 %, conseguindo eleger um elemento. A lista do Move Alcântara ficou a trinta e quatro votos de eleger o segundo.

A grande novidade em Alcântara é que o PSD perde a maioria para o PS. Assim, o PS fica com cinco eleitos, o PSD com quatro, a CDU com 3 e a Lista de Cidadãos com  um.
O resultado destas eleições marca o fim de um ciclo de quatro anos de gestão do PSD, marcado pela incapacidade de se relacionar com a comunidade e de pouco defender os seus interesses. O PS , que durante este mandato integrou o executivo da Junta com dois representantes e que em regra votou ao lado do PSD as principais decisões na Assembleia de Freguesia e da Junta, para além de não ter sofrido qualquer desgaste deste seu comportamento, vê reforçada a sua percentagem  de votos (apesar da quebra de votos em comparação com 2009), obtendo uma maioria confortável, elegendo ao mesmo tempo mais um eleito, passando assim de quatro para cinco.
Consideramos muito  preocupante os números da   abstenção, que  subiu de 47,34 %  registada em 2009, para 53,38 %  em 2013.

O PSD, numa postura de desespero,  usou tudo e todos para conseguir manter a maioria. Não o conseguiu!
O Bloco de Esquerda associa-se a esta vitória sobre  a direita, consciente de ter dado  um contributo determinante para esta derrota, pois foi sem duvida   a voz que durante os quatro anos do mandato  mais incomodou e mais propostas apresentou na Assembleia de Freguesia.

Alcântara entra a partir de hoje num novo ciclo, em que o importante será o trabalho que terá que ser feito para  que  a freguesia venha a estar na linha da frente do desenvolvimento e da modernização, feitos também através da mobilização e do envolvimento dos cidadãos na vida da sua freguesia e da sua autarquia.

O Bloco de Esquerda saúda todos os cidadãos que  contribuíram com o seu voto para a derrota da direita
e saúda a lista de cidadãos, cujo cabeça de lista é aderente do BE  e que foi alvo nos últimos meses de sistemáticos ataques pessoais por parte da direita e dos responsáveis do Jornal O Comercio de Alcântara, que se colaram e ajudaram a desenvolver  esta campanha, de forma eticamente reprovável.

Aos novos órgãos eleitos,  formulamos votos de bom trabalho,  em defesa de quem vive e trabalha em Alcântara e que seja possível uma governação á esquerda, cuja vontade tem vindo a ser expressa por vários candidatos.
Pela nossa parte continuaremos  na luta , sempre ao lado das populações!

Sobre blocoalcantara

BE Alcântara
Esta entrada foi publicada em Assembleias de Freguesia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s