RAZÕES PARA QUE EM ALCÂNTARA OS ELEITORES NÃO VOLTEM A DAR A MAIORIA AO PSD/CDS

A lista do PSD/CDS volta a indicar como primeira candidata a senhora que durante os últimos 4 anos geriu a Junta de Freguesia de Alcântara e que foi responsável pelo retrocesso a que assistimos em praticamente todas as áreas. Sabemos que não esteve só e aqueles que a acompanharam mais de perto, foram recompensados no lugar escolhido na lista agora candidata.

É importante lembrar que depois de 3 anos de sono letárgico, o despertar tem estado a acontecer nos últimos quatro meses, com o executivo da Junta a querer mostrar “obra feita”. Só assim se compreendem as obras no edifício da Junta;  os 9 dias de festa da Romaria de Santo Amaro em vez dos 5 habituais;  o arranjo do passeio e os degraus à entrada da Junta.
E será que os 2 boletins informativos distribuídos nas caixas do correio em simultâneo, durante o mês de Maio, pretenderam   colmatar a falta de informação a que nos habituaram durante todo o mandato?

Para que estas  obras recentes não apaguem a memória, é bom ter presente algumas das coisas  que o executivo da Junta de Freguesia não fez. Nós não esquecemos que:
– em 2010, foi tímida na exigência de manter a funcionar na freguesia a repartição de Finanças;
– em 2011 não  defendeu  um Plano de Urbanização, que  afirmasse os interesses dos alcantarenses;
– em 2012, negligenciou a defesa do eléctrico 18 e que agora, de forma quase ostensiva, pretende chamar a si o êxito na manutenção da carreira;
– a Junta não manifestou qualquer empenho em defender o direito ao descanso dos moradores da Rua Rodrigues Faria e Travessa Teixeira Júnior, apesar da existência de uma petição de moradores , que assim o exigia;
– a junta negligenciou a requalificação da Rua de Alcântara e do Balneário de Alcântara;
– o seu assessor (o nº dois na actual lista candidata pelo PSD/CDS), contratado para gerir os tempos livres e as AECs, durante 3 dias por semana, com um vencimento de 1200 €/mês , o fez de forma impreparada e que entre várias consequências, levou ao desaparecimento de vários milhares de euros . Este, conseguiu também instalar o medo  nos profissionais que trabalham nos tempos livres (CAF), depois de em 2011 ter provocado o despedimento de algumas trabalhadoras nas escolas do 1º ciclo (Jardim e Raul Lino);
– a Junta foi incapaz de fazer ouvir a sua voz junto da  CML,  para que fizesse “obra na freguesia”, como aconteceu em outras freguesias bem perto da nossa; ou influenciar a CML para que se cumprisse o compromisso  das obras de requalificação no Jardim Avelar Brotero; ou ainda o abandono dos chafarizes na Trav. Teixeira Júnior e na Trav. do Sebedo; ou ainda a falta de iluminação num troço da  Rua 1º de Maio;
– faltou  também a visão e a iniciativa na preservação da identidade histórica e cultural da nossa freguesia;
– Foi incapaz  em desenvolver iniciativas culturais ou mesmo recreativas.

– Importa ainda não esquecer que o povo português sofre o maior ataque às suas vidas, também pela responsabilidade dos mesmos partidos que em Alcântara têm tido o principal papel na gestão da Junta de Freguesia: o  PSD e o CDS.

Por favor, não nos queiram apagar a memória ….

Por isso, apelamos aos alcantarenses,  que em 29 de Setembro não se demitam de votar e escolham pessoas que tenham projectos e provas dadas em defesa dos interesses da freguesia.

Sobre blocoalcantara

BE Alcântara
Esta entrada foi publicada em Sem categorias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s